O Futuro do Teste de Software

Gostaria de compartilhar com vocês um resumo do artigo de Angie Jones. Angie é engenheira sênior de automação da plataforma digital Twitter.  Em seu artigo “O futuro do Teste de Software”, ela fala sobre o que esperar do futuro da disciplina de testes ao considerar tecnologias avançadas como inteligência artificial, aprendizado de máquina e internet das coisas.  Abaixo segue o resumo do artigo.

A medida em que sistemas se tornam mais sofisticados e interconectados com o nosso mundo físico, as abordagens de teste tradicionais precisarão ser transformadas, renovadas. Num mundo dominado por tecnologias como inteligência artificial, aprendizado de máquina e internet das coisas,  ferramentas, técnicas e métodos de testes devem evoluir. Angie Jones sugere que testadores terão de ter mentes “fuçadoras” e muita criatividade.  Sistemas terão maior inteligência e testá-los não será tão simples como apenas executar uma ação e verificar o resultado esperado.

A disciplina de teste de software tem sofrido mudanças dramáticas com a adoção de práticas ágeis. Times hoje entregam software com maior velocidade graças aos processos de integração contínua e liberação de software. Essa mudança exigiu de todos os envolvidos, estudos e assimilação de novas habilidades. Testadores hoje precisam testar muito mais cedo no ciclo de desenvolvimento de software do que 5, 6 anos atrás. Desenvolvedores também tiveram que se adaptar e hoje testam suas funcionalidades antes mesmo de fazerem check-in para as próximas fases. Talvez, diz, a engenheira de automação do Twitter, a maior mudança que passamos tenha sido que, os testadores  não são mais os únicos responsáveis por iniciativas de qualidade, mas todo o time. Para suceder num mercado competitivo e muito veloz todos no time devem assegurar que iniciativas de qualidade sejam praticadas.

Testadores terão de evoluir para atuar num mundo digital cada vez mais inteligente. O desenvolvimento de novas habilidades é vital para atender as demandas que abrangem inteligência artificial, aprendizado de máquina e internet das coisas.  Mais e mais testadores terão de se sentir confortáveis com codificação. Além de codificação, testadores deverão se esforçar para entender essas novas tendências tecnológicas e seus possíveis impactos em sistemas e usuários. Angie Jones encerra dizendo que há muito, muito a aprender. “O mundo está evoluindo. Software está evoluindo. Testadores também devem evoluir.”

Minha conclusão pessoal sobre o futuro dessa disciplina tão importante que  é a disciplina de teste e qualidade, é que a nossa disposição em aprender coisas novas e a capacidade de nos adaptar a novos cenários precisarão ser constantes e quanto antes tivermos essa atitude melhor! Fico por aqui até a próxima.

THE FUTURE OF SOFTWARE TESTING – http://angiejones.tech/the-future-of-software-testing/

Por Angie Jones

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s